Cliquez-ici pour être banni
Bonjour. Connectez-vous
Aller au marque-page

Ajouter une note

Ajouter une note

  • Aucune note
  • Aucun sommaire

Lien permanent


Code d'intégration

Taille du lecteur Démarrer à la page

Inscrivez-vous sur InLibroVeritas pour bénéficier des options de lecture.

 

Je m'inscris maintenant !

Bienvenue sur la page de lecture de votre livre. Vous pouvez faire défiler les pages en :

 

- cliquant sur les flèches ci-dessus.
- faisant défiler la barre d’ascenseur à droite.
- utilisant les flèches gauche et droite de votre clavier

 

Bonne lecture !Nous vous souhaitons une agréable lecture sur InLibroVeritasBonne lecture !

avatarProposé par
Gabriela da Fonseca

A serpente de Veneza

couverture du livre A serpente de Veneza' Filha de um rico comerciante florentino, Chiara Maltese esposa Francesco Pisani Conde di Falco. Sem vintém, ele espera encontrar no casamento meios para melhorar sua imagem e em troca dá seu título a uma mulher rica e bonita.
Esta farsa de casamento resulta com a morte do conde assassinado com um punhal por seu amante que não suporta vê-lo casado com uma mulher. Acusada do assassinato, Chiara é forçada a fugir para provar sua inocência. A fuga leva-a a Veneza, onde ela espera encontrar, Enzo di Rivaldi. Rico banqueiro veneziano, Enzo di Rivaldi sucumbirá aos prazeres do amor de Chiara tornada cortesã para se sustentar.
Mas o seu amor, será ele forte o suficiente para aceitar que a mulher amada, seja acusada de assassinato? E Valeria San Marco atraente veneziana, vai aceitar de desvanecer em frente da bela florentina? Enquanto, amores contrariados se jogarão na cidade de todos os prazeres, um monstro hediondo, tortura meninas antes de lhes arrancar seu órgão vital. Patrocinado pelo Doge Alvise Mocenigo I, Enzo di Rivaldi terá por missão de rastrear o assassino. Sairá ele intato desta missão? E Chiara? Conseguira ele salvá-la do enredo horrível que foi estabelecido bem antes do nascimento de ambos dois?
Enquanto, durante o Carnaval, vão se instalar os pastichos de ópera destinados aos cavaletes e que as vilanelas das ruas vão ser o teatro soar inspirado por uma festa onde vão se misturar: fragilidade, distanciamento, beleza, estranheza, estilização dos corpos e das vozes , encontros ilegítimos e decepções, sonhos e descobertas macabras. Mais do que nunca fiel a si mesma Veneza vai se transformar num imenso teatro barroco, onde todos terão um papel. '

Voir plus
0 0 2 127

Commentaires0 Commentaires

Connectez-vous pour laisser votre commentaire